terça-feira, 29 de novembro de 2011

Top Clipe - fight time

Dezembro tá batendo na porta e o clima natalino tá começando a invadir as casas e os corações das pessoas. O top clipe desse mês tá meio distante disso tudo. Escolhi os três melhores clipes com porrada no meio dos últimos tempos no cenário indie rock. Se esqueci de algum é só falar, hahaha.

O primeiro junta a I Carly e a Hit Girl, lutas entre gangues e uma amor proibido. Ah, e tem a Drew Barrymore como diretora ;)


Esse clipe parece um trailer estilo Machete, é genial :)


A briga desse palhaço ninguém esquece, hahahha



segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Querida televisão,

estou há quase três meses sem você. Tô aproveitando o tempo pra conhecer melhor o computador. Você já sabia que isso ia acontecer, precisamos desse tempo, até porque eu nem sabia o que era torrent.. Aos poucos estou me acostumando, mas....só queria dizer que sinto a sua falta...

domingo, 20 de novembro de 2011

Cinderela em Paris

Quando sai de casa pra ir até o aeroporto estava chovendo muito. Graças a uma neblina tive que descer na Bélgica e enfrentar umas 5 horas de ônibus até chegar na cidade luz. Quando eu e minha amiga chegamos no hotel descobrimos que o banheiro era comunitário (e sujo). Isso não constava no site do hotel. Não levamos sandália. Deduza. 


Pensava que tudo ia ser horrível, mas ai amanheceu e eu vi Paris - a cidade mais linda que já visitei em meus 20 anos. Durante os cinco dias que passei lá (só três passeando, por causa dos problemas da Ryanair) não choveu e fez um clima muito agradável. O pão é realmente delicioso, as pessoas andam mesmo com uma baguete gigante em baixo do braço (sem saco nem nada, só o pão mesmo) e os franceses são bem mais educados do que dizem por ai. Nem todo mundo sabe falar inglês, muita gente usa bicicleta e as pessoas são muito bonitas (e altas). 

A iluminação da cidade é linda e você realmente fica meio bobo andando por lá. Mas após as 12 badaladas da meia-noite a gente tinha que voltar pro hotel e enfrentar aquele banheiro (iuhh). Meu voo de volta pra Porto deu problema também (claro, eu fui e voltei pela Ryanair), e quando eu cheguei em Porto (claro!) estava chovendo. 



sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Chove em Porto


Uma coisa que eu não sabia sobre Porto: Quando chove aqui, chove o dia todo. 
Obs.: Tá chovendo uns cinco dias por semana.

Monte de água idiota, runf!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Primeira parada - Lisboa


Esse post está atrasado um mês, hahaha. Na verdade mais que isso. Eu fui pra Lisboa dia 30 de setembro. E, na verdade, Lisboa nem foi minha primeira 'escapada' de Porto, antes disso eu fui para uma cidade na Espanha chamada Santiago de Compostela. Mas como faz muito tempo que eu fui e tô com preguiça de reunir fotos, vou ficar devendo essa por aqui. Voltando para Lisboa:

Primeiro dia:

Vocês conseguem ver os ponteiros do relógio? Então, tive que acordar muito cedo pra começar a viagem. Fizemos o percurso de trem e em mais ou menos 4 horas chegamos em Lisboa.


Claro que a primeira coisa eu fiz foi comer, né! O primeiro ponto da cidade que visitamos foi o bairro de Belém Lá tem um ponto turístiro (literalmente) um do lado do outro.

Esse lugar é uma confeitaria que vende pastel de Belém desde 1837, e foi o primeiro lugar (e até agora o único) onde encontrei pastel de belém e bolinho de bacalhau quentinhos pra vender. Sim, você sai de Manaus achando que vai comer os melhores bolinhos da sua vida em Portugal, mas só encontra tudo super frio e fica triste...Mas esses dai estavam muito bons. A próxima parada foi o Mosteiro dos Jeronimos. Lá estão os túmulos de Vasco da Gama e Luis de Camões.


Em frente ao Mosteiro fica o Padrão do Descobrimento:


Bem perto do Padrão do Descobrimento fica um Museu com a coleção de obras de arte de um cara chamado Berardo. Ele deve ser muito rico, porque ele tem muitos quadros,olha com o que eu esbarrei por lá:


Segundo dia:

Foi meu dia favorito! '
Shopping Vasco da Gama


Oceanário de Lisboa

Nos visitamos o Oceanário de Lisboa, que é o segundo maior do mundo. Lá é muito legal, me senti com 12 anos. O chato foi que descobri que com uma câmera compacta de gente normal você só consegue tirar muitas fotos borradas e umas cinco decentes. Maaas também descobri que a mesma máquina você faz um vídeo mais ou menos, e gravei umas imagens bonitinhas de peixes, tubarões e outros bichos do mar e fiz um vídeo caseiro mais ou menos. Olha só:

video

A noitinha eu comi a metade do maior sanduíche da minha vida do Hard Rock Lisboa.

Terceiro dia:

No terceiro dia era domingo e quase nada tava funcionado...visitamos o Castelo de São Jorge. O luga é muito alto, eu tava morrendo de medo. Sério, andava com as pernas frias e tremendo, mas no final consegui sobreviver pra escrever sobre isso.


A próxima parada será Paris :)

terça-feira, 1 de novembro de 2011

kittens nightmare


Tudo bem, meu bolinho não saiu solado, nem queimado, nem torto. Mas não saiu como deveria sair. A verdade é que uma das coisas que não estava me preocupando a respeito do intercâmbio (antes de chegar aqui) era a parte da comida, mas isso está saindo mais complicado do que deveria.

Porque assim, eu não sou nenhuma Nigella da culinária, mas também não sou um desastre completo. Sei fazer o básico do almoço e das sobremesas. Arroz, macarrão, molho vermelho, molho branco, bife, frango e até peixe eu consigo fazer direitinho. Agora bolos, tortas, biscoito e cremes eu sei fazer muito bem! Mas estou enfrentando dificuldades em repetir minhas façanhas neste continente.

Pra começar o fogão daqui é elétrico e o forno também. Na prática isso é muito diferente em relação ao fogão normal. Eu já queimei até nuggets. Outra coisa que está me confundido é a medida das coisas. Porque na minha casa eu usava uma xícara pra fazer quase tudo e sempre dava certo. Mas a daqui é maior e eu errei na medida do açúcar e meu bolo ficou mais doce do que deveria e meu primeiro arroz tava mais pra arroz de temaki de tão papado.

Mas a pior coisa é não conhecer as marcas dos produtos. Eu não sei qual o melhor creme de leite, qual o melhor leite, nem qual a melhor lasanha de microondas e isso é muito chato, porque é difícil até quebrar o galho quando algo sai errado. A única coisa boa é que desenvolvi uma habilidade muito boa em preparar salmão, fica muito gostoso. Só falta desenvolver a habilidade de virar sem quebrar...mas, assim, o bom é que ele já sai todo cortado :p